jesús rafael soto

Jesús Rafael Soto: biografia e obras do mestre do movimento

Considerado um dos precursores da arte cinética, Jesús Rafael Soto foi um artista plástico venezuelano cujo trabalho teve como foco a relação da obra com o movimento. 

Curioso, experimental e habilidoso, ele produziu peças que pareciam ter vida própria e que instigavam pela mobilidade, dinâmica e vibração. 

Fez isso de forma sublime e perspicaz, relacionando o movimento com o tempo e, assim, trabalhou com cores, formas e sobreposições. Juntos, esses elementos em suas obras geravam efeitos ópticos em seus observadores. Logo, essas peças pareciam dançar para seus espectadores que, em muitos momentos, ficavam hipnotizados com os efeitos e a beleza de seu trabalho, o que comprova o brilhantismo do artista. 

Curioso em conhecer as obras de Jesús Rafael Soto e sua biografia?  Então, fique com a gente até o fim! Boa leitura.

Jesús Rafael Soto e sua relação com o movimento 

Nascido em Ciudad Bolívar, uma cidade localizada na Venezuela, em 1923, Jesús Rafael Soto demonstra interesse pela arte ainda na adolescência. Assim, antes dos 20 anos de idade, atua como artista local pintando posters para teatros de sua região. 

Em 1942, ganha uma bolsa para estudar em uma importante escola de arte plásticas da capital do país. Lá, conhece um de seus grandes influenciadores, o também venezuelano Carlos Cruz-Díez e com ele tem seu primeiro contato com a op art. 

Porém, versátil e interessado, também se interessa por outras estéticas, como a cubista, a qual chama a atenção do então estudante por suas excitantes formas geométricas. 

Assim, se dedica ao estudo e se forma em 1950. Em seguida, parte para a França, mais precisamente para Paris, onde o abstracionismo das formas geométricas desperta ainda mais sua atenção. Logo, fica fascinado pelo trabalho de ícones da história da arte, como Victor Vasarely e Jean Tinguely. 

É nessa época que ela começa a relacionar o movimento com as formas geométricas, o que também acontece quando ele observa e se inspira nos móbiles do abstrato Alexander Calder e nas propostas imaginativas e criativas de Marcel Duchamp, um dos pais da arte conceitual

Jesús Rafael Soto e a Op Art

Com tantas influências e referências, ele começa a estudar e a experimentar criações que envolvem luz, mobilidade e cor. Logo, como um processo natural de sua dedicação e experimentação, estuda as cores e as testa em diferentes contextos e situações, por meio de uma série de repetições de elementos formais, até conseguir produzir uma espécie de vibração entre elas. 

Nesse sentido, é importante destacar que a repetição representa para o venezuelano não só o movimento e o dinamismo, mas também a liberdade de se desvincular das formas mais tradicionais de arte, como a arte figurativa

Dessa forma, ele passa a acreditar que a libertação do formalismo e a transformação da arte abstrata só ocorreriam a partir do movimento. Assim, começa a desenvolver uma série de obras que exploram os limites do olhar e que causam ilusões de ótica em seus observadores, a famosa op art. 

Nesse período, ainda na década de 1950, se foca em pinturas e esculturas cinéticas que exploram a cor, a repetição óptica e a mobilidade. Porém, vai além, uma vez que além da repetição, aplica outros princípios físicos e artísticos às suas peças, como a sobreposição de tramas curvas e elipses. 

A partir de 1960, o artista plástico, com mais sede de inovação e imbuído de um forte espírito criativo, começa a inserir novos materiais em suas peças, como madeira, metal, cordas e arames. Assim, suas obras chamam a atenção não só da crítica, como do público, que é convidado a participar delas. 

É o que ele faz com sua exposição “Penetráveis”, de 1967, que conta com uma série de instalações de tubos de plástico que convidam seus espectadores a atravessá-las, como se fossem um portal mágico, como você pode observar no vídeo abaixo.

Logo, fortalece a sua relação com o público, o qual considera fundamental para o seu processo criativo: 

“O que me deixa mais contente é que sou popular não só com os intelectuais, mas com as crianças e as pessoas da rua. O povo é cúmplice de minha criação.”

Em seguida, Jesús Rafael Soto passa a expor em museus importantes do Brasil e do mundo e ganha prêmios. 

Vale destacar que além de pintor e escultor, o venezuelano também foi músico, e as notas musicais, de maneira delicada e abstrata, influenciaram bastante o seu processo de criação. 

“Sua condição de músico fez com que traçasse um paralelo entre a música e seu trabalho plástico. As cordas de seu violão se compenetrar com as linhas de sua obra plástica”. – Denise René – galerista.

Para conhecer mais trajetória do artista, sugerimos que assista ao vídeo abaixo:

A morte do venezuelano acontece em 2005 e é lamentada pela família, amigos, público e crítica. Afinal, Jesús Rafael Soto explorou ao máximo a imaginação no decorrer de sua carreira e, assim, promoveu um novo olhar sobre a arte. 

Principais obras Jesús Rafael Soto

1. Light Trap (1965)

jesús rafale soto biografia

Crédito: Tate

2. Vibrations Metalliques (1969)

jesús rafael soto obras

Crédito: Artsy 

3. Cube with Ambigous Space (1981)

jesús rafael soto op art

 

Crédito: WikiArt 

4. Cinético

jesús rafael soto obras

 

Crédito: Laart. Foto de Joca Meirelles

5. Serigrafia Amarela

jesús rafael soto

 

Crédito: Laart. Foto de Joca Meirelles 

O que você achou das obras mais importantes de Jesús Rafael Soto? Que sentimentos elas causaram em você? Compartilhe sua opinião aqui nos comentários abaixo!

A Laart considera o trabalho desse artista venezuelano incrível. Uma prova disso é que conta em seu acervo com uma série de obras de Jesús Rafael Soto. Clique aqui e confira o mundo particular do artista. 

Lembrando que a Laart é uma galeria de arte virtual especializada em gravuras e que apresenta mais de 15.000 peças em seu acervo, sendo todas elas assinadas, originais e com certificado de autenticidade. 

 

Crédito da foto de capa: Touch of Class

Share with

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart
Não há produtos no carrinho.