Não há produtos no carrinho.
artistas performáticos brasileiros

6 artistas performáticos brasileiros que todo amante de arte deve conhecer

Felizmente, o cenário nacional conta com artistas performáticos brasileiros cujos trabalhos criativos transcendem qualquer explicação óbvia e linear. 

Com trajetórias diferentes, o Brasil traz uma gama de personalidades que, com ferramentas e técnicas, utilizam a arte para se comunicar, promover a interação, questionar e gerar impacto. 

As razões que levam cada um desses artistas em muitos momentos é particular. Enquanto alguns desejam estimular a reflexão sobre o racismo, outros preferem apresentar uma narrativa mais dramática sobre a política, enquanto outros, simplesmente, desejam celebrar a vida. 

Apesar dos contextos diferentes, uma questão é única entre os artistas brasileiros de performance: uma apresentação artística não deve ter limites e nem precisa encontrar amarras estéticas ou morais. 

Preparado para conhecer os principais artistas performáticos brasileiros? Então, fique com a gente até o fim!

Artistas performáticos brasileiros: 3 homens de tirar o chapéu 

Ayrson Heráclito

Abrindo a lista de artistas performáticos brasileiros está Ayrson Heráclito. Professor, e doutorando em Comunicação, o artista baiano já foi indicado três vezes para o Prêmio Pipa. 

Também curador, suas apresentações abordam a questão do racismo e envolvem a religião. 

Praticante do candomblé há quase 30 anos, ele se inspira em seus rituais para realizar suas performances, tanto que utiliza elementos orgânicos bastante empregados nos ritos, como o açúcar e a carne de charque. 

Na performance “A Transmutação da Carne”, idealizada em 2000, o artista exercita a crítica social de forma contundente, como você pode visualizar no vídeo a seguir. 

Cildo Meireles 

“A arte é prostituta. Ela está onde o dinheiro está”

Foi o que disse Cildo Meireles em uma entrevista concedida ao El País. 

Essa citação já revela que o artista não tem papas na língua. 

Considerado um dos maiores artistas contemporâneos do Brasil, Cildo Meireles tem como principal estilo a arte conceitual. Ou seja, valoriza mais o conceito do que a obra em si. 

Bastante famoso por explorar temas políticos em suas mostras e instalações, o pintor e escultor carioca enaltece a poética e os sentidos em suas apresentações. Uma delas é “Entrevendo”, uma exposição que convida o público a interagir com as obras, que você pode conhecer melhor no vídeo a seguir. 

A Laart traz obras originais e exclusivas de Cildo Meireles em seu acervo. Clique aqui para conhecê-las. 

Nelson Leirner 

Grande admirador da arte abstrata e da arte conceitual, o paulistano Nelson Leirner foi um dos fundadores e principais representantes do Grupo Rex. Em busca de desconstruir a arte, o artista plástico se utilizava da ironia para se expressar. Tanto que ensinava os outros a copiarem suas próprias obras. 

Também influenciado pelo absurdo proposto pelo dadaísmo, Nelson Leirner tinha um espírito provocador. Em 1967 aconteceu uma das performances mais marcantes de sua carreira, a “Exposição-Não-Exposição”, que permitia que as pessoas levassem embora as obras de sua galeria, desde que conseguissem despregá-las do local. 

Nelson Leirner foi um dos principais articuladores das discussões políticas sobre a censura da ditadura militar e também uma das principais referências de pensadores. Afinal, ele questionou, como poucos, as estruturas viciadas do sistema artístico e suas relações com seus agentes. 

Assista ao vídeo abaixo e conheça um pouco da personalidade do artista paulistano. 

Gostou do estilo de Nelson Leirner? Então, conheça suas gravuras originais! 

Confira também: Performance: 7 artistas gringos e brasileiros e seus trabalhos impressionantes.

Artistas performáticas brasileiras: 3 mulheres maravilhosas 

Márcia X

Nessa lista de artistas performáticos brasileiros, jamais poderia faltar a icônica Márcia X. 

Discutindo temas polêmicos, como a relação do profano como o sagrado, o erotismo, a infância e o papel da mulher na sociedade, a artista plástica carioca se interessava pela performance dos objetos e se focava na conexão e na reação dos elementos com o público. 

As apresentação de Márcia X traziam a experimentação como palavra de ordem e contavam com elementos que se combinam entre si, como cores e texturas, que, em conjunto, despertavam percepções na plateia. 

Por tentar desmistificar certos tabus, a artista não teve muito apoio da crítica especializada. Além disso, suas performances, em muitos momentos, foram censuradas. 

Saiba um pouco mais sobre o seu trabalho assistindo ao seguinte vídeo.

Letícia Parente 

Letícia Parente não foi só uma das principais artistas brasileiras de performance, como também foi uma das pioneiras da videoarte no Brasil. 

Para promover a reflexão, a artista utilizava o corpo como instrumento de suas apresentações. Uma de suas mais famosas performances foi “Marca Registrada”, de 1975, em que ela costurou na planta do pé a expressão “Made in Brazil”, como você pode visualizar logo abaixo. 

Martha Araujo

Fechando essa seleção de artistas performáticos brasileiros está a nordestina Martha Araújo, que também é escultora. 

O auge de suas performances aconteceu na década de 1980, quando a artista buscava, por meio de experimentações, analisar o comportamento das plateia. Em reportagem para o jornal “O Estado de São Paulo”, Martha Araújo disse:

“Estava fazendo uma pesquisa para ver a reação das pessoas diante do inusitado, que sou eu… A arte para mim pertencia a outra categoria, estava entranhada na minha vida, era coisa visceral”.

Gostou de conhecer essa lista de artistas performáticos brasileiros? Aliás, você acha que arte tem um limite moral ou tudo pode ser abordado? Compartilhe sua opinião com a gente!

Aproveite também para conhecer a Laart!

A Laart é uma galeria de arte virtual especializada em gravuras. Em seu acervo, há obras exclusivas de Nelson Leirner, de Cildo Meirelles e de várias outras personalidades artísticas brasileiras e latino-americanas. 

Clique aqui e faça um mergulho no acervo da Laart!

 

Crédito da foto de capa: LA Times 

 

Compartilhar com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *