Não há produtos no carrinho.
tipos de exposição de arte

8 tipos de exposição de arte e suas características: escolha a sua! 

Uma exposição é, em geral, um evento para exibir publicamente obras ou objetos de arte, também podendo incluir arte performance e outras atrações como música e peças de teatro. Vários tipos de exposições de arte estão à sua disposição e podem ser organizados para atender às suas necessidades e desejos.

Existem, por exemplo, exposições comerciais e não comerciais. Exposições comerciais destinam-se a atrair compradores e vender os itens exibidos, enquanto exposições não comerciais são simplesmente organizadas para valorização de talentos e habilidades dos artistas, bem como para o compartilhamento e enriquecimento cultural do público visitante.

As exposições podem ser organizadas em museus, galerias de arte, bem como em espaços públicos como praças, ruas movimentadas, praias, e qualquer outro lugar que o artista ou o curador identificar como especial.

Além dessas diferenciações existem outras definições de tipos de exposição de arte, e definir esse “tipo” é o passo ZERO de como organizar uma exposição. Todas as demais etapas que você verá no artigo;Como montar uma exposição de arte: CHECKLIST com 8 etapas, partem desse princípio.

A seguir, listamos e criamos uma breve, porém, efetiva, explicação sobre os tipos de exposições de arte. Continue lendo e descubra qual é a melhor para atingir seus objetivos. 

8 tipos de exposição de arte e suas características 

1. Exposição individual

Talvez esse tipo de exposição de arte não necessite de uma grande explicação, afinal, o nome é bem claro. Exposições individuais são eventos que apresentam as obras de um único artista. 

O próprio artista pode organizar essa apresentação, mas normalmente ele conta com uma equipe de curadoria para apoiá-lo. Quando realizada em um museu ou galeria especializada, a equipe do local, em geral, é quem se responsabiliza pela montagem e organização de todos os detalhes. 

Nos casos de exposições individuais, elas pode ser uma iniciativa do artista ou um convite de curador, museu, galeria ou qualquer outra instituição. 

2. Coletiva

É o oposto da exposição individual, ou seja, reúne e apresenta as obras de mais de um artista. O conceito da exposição pode estar atrelado a um grupo de artistas, a um estilo de obra, a uma temática ou tendência estética.

Normalmente, existe um tema ou conceito que permite a curadoria desses artistas e obras. A partir dessa essência, os artistas são convidados e as obras reunidas

Assim como nas exposições individuais, pode ser de iniciativa dos artistas ou um convite de um curador, museu, galeria ou outra instituição. 

3. Antológica

Normalmente, esse tipo de exposição de arte reúne as obras que melhor representam um artista. Suas obras mais famosas, com as melhores críticas e que melhor representa seu estilo. 

Também pode haver uma exposição antológica que reúna vários artistas e suas principais obras. Por exemplo, uma exposição sobre a arte moderna no Brasil, reuniria as principais obras, dos artistas mais marcantes desse período. 

4. Retrospectiva

Trata-se de um tipo de exposição de arte que “conta a história” do artista por meio de suas obras mais marcantes, expressivas e polêmicas.

Também pode ser uma reunião de obras mais representativas de um período. 

De maneira resumida, as exposições retrospectivas tem como objetivo contar uma história, normalmente apresentando as diferentes fases de produção, em ordem cronológica. 

5. Histórica

Em uma exposição histórica reverência-se um período da arte. Alguns museus de arte no Brasil, por exemplo, possuem exposições permanentes de arte contemporânea, arte moderna e arte Barroca.

Também existem exposições temporárias que são criadas com o objetivo de apresentar as características de um ou mais períodos da história da arte.

6. Exposição comemorativa

Mais um entre os tipos de exposição de arte que possuem um nome explicativo. A exposição comemorativa tem como objetivo festejar o legado de um artista, grupo ou período da arte. 

Pode ser encarada como uma homenagem ao “conjunto da obra”. Em geral, é realizada para artistas que contribuíram para o avanço e relevância de um método, estilo ou período. 

7. Cronológica

Parecida com a exposição “Histórica”, esse tipo de exposição de arte coloca no centro do palco, ou melhor, da galeria, uma época ou momento. 

É possível, por exemplo, realizar uma exposição cronológica sobre arte cinética, narrando, através das obras, a história desse movimento de arte, seus artistas e principais obras, desde seu início até os dias de hoje. 

Além das obras, exposições cronológicas podem ter salas com fotos e vídeos de antigas exposições sobre o tema, por exemplo. 

O objetivo é contar uma história, do início até os dias atuais. 

8. Exposição temática

Sociedade, natureza, cotidiano, tecnologia, “as dores do mundo”, enfim, escolha o tema das obras e faça sua exposição Temática. 

Nesse tipo de exposição considera-se a temática das obras e não seu período histórico, ou o movimento artístico ao qual pertence. Essas informações devem estar presentes, porém não são o primeiro ítem de seleção da obra. São elementos de contextualização importantes, entretanto, a exposição não foi construída com o objetivo de apresentá-los. 

Ao escolher um dos tipos de exposição de arte, seguem os próximos passos de como montar uma exposição de arte. 

Como curador ou artista em busca de tipos de exposição de arte, indicamos que esteja atento também às galerias online e museus virtuais. Conheça a galeria online da Laart e o nosso acervo exclusivo de obras. Todas as obras vêm com certificado de autenticidade e você recebe em casa com toda a segurança de comprar no marketplace mais importante do mundo de arte. Conheça os artistas e obras disponíveis em nosso site.

Compartilhar com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *