arquitetura orgânica

Arquitetura orgânica: o que é este estilo idealizado por Frank Lloyd Wright?

Idealizada por Frank Lloyd Wright, a arquitetura orgânica foi uma escola da arquitetura moderna que surgiu nos Estados Unidos no século XX, e cujo conceito foi abraçado e evoluído ao redor do mundo, principalmente no norte da Europa. 

Para o grande incentivador desse estilo, Frank LLoyd Wright, a arquitetura orgânica representava uma ferramenta de criatividade, era aquilo que tornava seu trabalho único, transcendente e, inegavelmente, americano.

Para compreender o que é arquitetura orgânica, conhecer seu conceito e grandes obras do estilo, basta ler este post até o fim. Aproveite sua leitura!

O que é arquitetura orgânica?

A arquitetura orgânica (organicismo) defende a integração da natureza com os espaços internos e externos das construções. Isto é, ela promove a harmonia do meio ambiente com o homem,  e valoriza a fluidez e naturalidade não só de materiais, como também de móveis, ventilação e iluminação.

Qual o conceito de arquitetura orgânica?

Para alguns estudiosos e profissionais, o conceito de arquitetura orgânica tem como raízes as formas e os elementos da natureza. Porém, para outros, o foco está na conexão do interior com o exterior e no bem-estar e conforto do homem.  

Essas interpretações se complementam e ambas têm como propósito criar ambientes agradáveis, sustentáveis e funcionais, que respeitem a natureza e que sejam benéficos para quem transita ou mora nesses espaços. 

Como surgiu o organicismo?

O organicismo surgiu muito antes de projetos de edifícios que usam materiais ecológicos e fontes de energia renováveis. Na verdade, esse gênero arquitetônico é mais do que uma escola, é uma filosofia. 

Isso significa que seu conceito vai muito além do respeito à natureza e ao uso consciente de materiais, ele representa o ponto de vista de seu idealizador, Frank LLoyd Wright, um arquiteto que acreditava que a vida natural e os espaços deveriam  ser uma só unidade, ou seja, deveriam coexistir e conversar de forma fluida. 

Para ele, uma casa em uma colina não indica apenas uma localidade. Uma casa deve pertencer a uma colina, deve, até mesmo, ser ela. 

Quais são os princípios da arquitetura orgânica?

Os princípios deste estilo espelham os conceitos da Fallingwater House, uma das mais famosas obras de Frank LLoyd Wright. Projetada na década de 1930, essa casa foi construída em cima de uma queda d’água e, desse modo, foi adaptada para conversar e se integrar tanto com o terreno como com a natureza. 

Confira a beleza dessa casa assistindo ao vídeo a seguir: 


Podemos dizer que essa tenha sido uma das primeiras obras de arquitetura orgânica, a qual apresentou as bases desse estilo, que são:

  • integridade: que é quando o espaço interno se agrega ao externo e ambos apresentam o mesmo grau de importância. A integridade valoriza a beleza e a conexão entre todas as partes;
  • continuidade: que explora a fluidez e liberdade, uma vez que se refere às plantas livres que apresentam espaços sem paredes ou qualquer tipo de divisão;
  • plasticidade: que é a fusão visual entre os elementos de uma obra. A plasticidade determina que não exista diferença entre forma e função;
  • simplicidade: que exprime a estética minimalista. Isto é, busca descartar qualquer elemento ou enfeite que não tenha relação com a construção;
  • natureza dos materiais: que é a preferência pelo uso de materiais mais sustentáveis, como pedras, madeiras, argila e tijolos;
  • gramática: que indica que o ambiente interno e externo devem apresentar a mesma linguagem.

Leia também:

Quais as características da arquitetura orgânica?

As características da arquitetura orgânica são:

  • número de cômodos reduzidos para criar espaços únicos;
  • as janelas, portas, iluminação e móveis devem ser bem escolhidos e ter como propósito conversar e integrar o ambiente, jamais se sobrepor a eles;
  • o estilo da construção deve refletir a personalidade de seu morador;
  • uma obra deve parecer que foi criada pela natureza;
  • as cores devem derivar dos materiais usados, ou seja, devem ser similares à madeira, por exemplo;
  • as construções devem apresentar uma estética graciosa e agradável. 

Qual a relação atual da organicidade com a sustentabilidade?

Hoje, os projetos desse estilo buscam usar materiais em seu estado natural para preservar o meio ambiente. Além disso, também apresenta telhados que captam a energia solar e conta com recursos para reaproveitar a água. 

Essas práticas evitam o esgotamento dos recursos, exigem menos manutenção e também previnem a degradação da natureza. 

Agora que você já sabe bastante sobre esse conceito arquitetônico, deve estar curioso para conhecer exemplos de arquitetura orgânica, não é mesmo? Vamos lá!

5 exemplos de arquitetura orgânica

o que é arquitetura orgânica

Crédito: Strossel Agency 

arquitetura orgânica características

Crédito: The Architecture Designs

arquitetura orgânica conceito

Crédito: Moa

arquitetura orgânica obras

Crédito: The Architecture Designs

exemplos de arquitetura orgânica

Crédito: Design Like

O que achou dessas obras de arquitetura orgânica? Você moraria em uma casa desse tipo? Divida sua opinião com a gente!

Aproveite também para conhecer a Laart!

A Laart é uma galeria de arte online que valoriza o conhecimento. Tanto que conta em seu blog com artigos variados sobre arte e arquitetura. 

Especializada em gravuras, a Laart traz em seu acervo mais de 15.000 peças originais, assinadas e de tiragem limitada de artistas brasileiros e latino-americanos. 

Todas contam com certificado de autenticidade e são entregues, com segurança, em sua casa. 

Convidamos você a conhecer o acervo!

Share with

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart
Não há produtos no carrinho.