Não há produtos no carrinho.
arquitetura barroca

Arquitetura Barroca: saiba como surgiu e conheça suas características principais

Originada na Itália, em 1600, a arquitetura barroca exerceu um papel fundamental na história da humanidade. Essencial para o desenvolvimento da arte da época, esse estilo também contribuiu para evolução do urbanismo. 

Significando “pérola deformada e imperfeita”, o estilo barroco é conhecido pelo exagero e rebuscamento decorativo. Criada com o objetivo de conter a Reforma Protestante, essa corrente teve como base a religião católica e seus conceitos. Assim, a arquitetura barroca contou com a presença de igrejas caracterizadas pela extravagância e suntuosidade em termos decorativos.  

Quer saber mais sobre o estilo barroco na arquitetura, conhecer suas principais características, contexto histórico e obras? Então, leia este artigo até o fim! 

Origem da arquitetura barroca

A origem da arquitetura barroca está totalmente ligada ao contexto histórico da época, um período marcado pela necessidade da Igreja Católica de impor seu poder e domínio. Afinal, no século XVI, os líderes católicos se sentiam ameaçados pela Reforma Protestante de Martinho Lutero e de outros representantes, visto que eles questionavam o caráter dogmático do catolicismo. 

Assim, com o receio de perder sua força e seus fiéis, a Igreja encontrou como alternativa criar uma Contrarreforma com o intuito de promover a fé católica. Nesse contexto, nasceu o estilo barroco e, por meio dele, foram lançados novos conceitos e propostas relacionados à arte e à arquitetura. 

Dessa forma, a arte tinha que promover o catolicismo, a verdade e a soberania do cristianismo. Logo, as manifestações artísticas deviam prestigiar as cenas bíblicas e as figuras de santos. Além disso, toda representação artística devia contar com uma proposta simples para, assim, difundir o catolicismo para uma audiência maior. 

Com o intuito de propagar a fé e os preceitos católicos, esse estilo apresentou restrições. Afinal, as pinturas não podiam ser representadas por figuras nuas, nem apresentar conteúdo pagão. Além disso, os cenários artísticos tinham que ser realistas para, assim, conquistarem mais fiéis. 

Em outras palavras, é impossível dissociar a arte barroca do cristianismo da Igreja Católica. Logo, é possível compreender por que a arquitetura barroca é dominada por igrejas e basílicas que apresentam obras ligadas à visão do catolicismo. 

Características da arquitetura barroca

A arquitetura barroca conta com algumas características principais. Algumas delas são: 

  • proporções incomuns e irregulares; 
  • exagero;
  • suntuosidade;
  • cenas realistas;
  • presença de formas e espaços ovais;
  • exaltação de figuras essenciais para a fé católica, como Deus e Jesus Cristo;
  • presença de murais nos tetos; 
  • existência de abóbadas, arcos e colunas tortas;
  • o uso do dourado;
  • jogos de luz; 
  • sensação de perpetuidade e grandeza; 
  • espaços centralizados;
  • fachadas que remetem à sensação de movimento;
  • cúpulas desenvolvidas;
  • efeitos teatrais e cenográficos.  

Como na arquitetura renascentista, os dois tipos mais populares de construções arquitetônicas durante a era barroca envolveram igrejas e palácios. Também fizeram parte desse estilo arquitetônico as catedrais, paróquias e edifícios monásticos. 

Além dessas características arquitetônicas, esse período também foi marcado pelo arranjo das cidades e pela criação de grandes parques em volta de residências importantes. Logo, foi fundamental para o desenvolvimento do urbanismo. 

Você sabia que muita gente acredita que a arquitetura barroca e a rococó têm as mesmas caraterísticas? Você também acha isso? Então, não deixe de ler: “A história e a delicadeza nos detalhes da arquitetura rococó na Europa e no Brasil”. 

Arquitetura barroca italiana

Considerada o berço da arquitetura barroca, a Itália contou com arquitetos emblemáticos que marcaram a sua história. Foram eles:

  • Gian Lorenzo Bernini;
  • Francesco Borromini;
  • Pietro da Cortona e
  • Guarino Guarini.

Compondo obras que apresentavam fortes características do barroco, seus trabalhos se diferenciaram entre si por detalhes em seus estilos. Além disso, vale destacar que a arquitetura barroca italiana ficou marcada pela presença de formas complicadas, como o entrelaçamento de arcos, remetendo à sensação de extravagância e suntuosidade. 

arquitetura barroca italiana

Baldaquino da Basílica de São Pedro, de Gian Lorenzo Bernini. Crédito: Wikipédia

Arquitetura barroca europeia

A arquitetura barroca na Europa, apesar de ter características em comum, foi difundida e composta por aspectos relacionados a seus países.

Na França, por exemplo, o estilo barroco na arquitetura ficou marcado por aspectos mais sóbrios e comedidos. Já a Alemanha e a Áustria tiveram como referência tanto a França como a Itália. Logo, suas obras contaram com estilos mais clássicos e também suntuosos. 

Na Espanha, por sua vez, o barroco na arquitetura ficou caracterizado por seu forte caráter ornamental. Uma obra que exemplifica bem esse estilo é a Catedral de Santiago de Compostela. 

arquitetura barroca europeia

Crédito: Wikipédia 

Arquitetura barroca portuguesa 

A arquitetura barroca portuguesa se diferiu um pouco dos outros estilos barrocos, pois Portugal enfrentava uma crise econômica no período. Logo, teve que economizar em relação ao uso de materiais. 

Dessa forma, no geral, apresentou um caráter mais discreto com fachadas simples e decoração pouco ostentativa. No entanto, vale ressaltar que esse estilo também ficou marcado por misturar influências. Sendo assim, algumas obras contam com extravagância. 

arquitetura barroca portuguesaCrédito: Wikipédia 

Desde que o mundo é mundo, a arte apresenta uma forte relação com a religião. Você sabe, por exemplo, quais são as diferenças entre arte religiosa e arte sacra? Não? Então, clique aqui e domine o tema! 

Arquitetura barroca brasileira

A arquitetura barroca brasileira recebeu forte influência da Europa. Logo, foi marcada pela religião e pelo desenvolvimento urbanístico.

Minas Gerais é o estado que melhor representa a arquitetura barroca brasileira. A Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em São João Del Rei, é um belo exemplo desse estilo arquitetônico.

arquitetura barroca brasileira

Crédito: Wikipédia 

Leia também: “Quem foi Antoni Gaudí: biografia, construções e legado do arquiteto”

Principais obras e seus arquitetos famosos

1. Carlo Maderno (1556-1629)

Carlos Maderno foi dos arquitetos do estilo barroco na arquitetura mais significativos. Algumas de suas obras são:

  • Fachada e cúpula da Basílica de Santo André do Vale;
  • Fachada da Basílica de São Pedro;
  • Palazzo Barberini.

obras arquitetura barroca
Fachada Basílica de São Pedro. Crédito: Entre Polos

2. Inigo Jones (1573-1652)

Inigo Jones foi um arquiteto inglês de renome, sendo o primeiro a promover os desenhos clássicos de Andrea Palladio na Inglaterra. Entre suas principais obras, estão:

  • Casa da Rainha;
  • Casa dos Banquetes.

características arquitetura barroca

Casa da Rainha em Greenwich. Crédito: Wikipédia 

3. François Mansart (1598-1666)

François Mansart foi um arquiteto francês que tem o seu nome ligado ao modelo de telhado Mansard. Entre suas principais obras de arquitetura barroca, destacam-se: 

  • Castelo de Blois;
  • Igreja Val-de-Grâce.

barroca na arquiteturaCastelo de Blois. Crédito: Wikipédia

Quantas obras interessantes e extravagantes esse estilo produziu, não é mesmo? Sabe o que também é para lá de interessante? O acervo de obras da Laart! Afinal, a nossa galeria conta com gravuras originais e assinadas dos mais importantes artistas brasileiros e latino-americanos. Com certeza uma dessas peças combinará perfeitamente com sua casa ou ateliê. Clique aqui e confira gravuras dos mais diferentes estilos e técnicas!

Compartilhar com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *