antonio peticov

Antonio Peticov: biografia e obras do artista brasileiro autodidata

Antonio Peticov (1946) é um pintor, designer, escultor e gravurista brasileiro.

Autodidata, aos 12 anos de idade, ele já tinha certeza de que queria seguir o caminho das artes. Para alcançar seu objetivo, buscou informações em livros de arte e revistas. Sua formação artística é constituída pela pesquisa pessoal sistemática na História da Arte e sua integração aos movimentos artísticos de vanguarda na segunda metade dos anos 60.

A biografia de Antonio Peticov é marcada também por suas mudanças de país em busca de mais conhecimento e das tendências da arte contemporânea

Em 1970 ele se mudou para Londres, onde estendeu seus estudos. No ano seguinte, ele transferiu residência para Milão e, em 1986, mudou-se novamente, desta vez para Nova York, retornando ao Brasil apenas em 1999.

Ao longo de sua carreira aplicou sua expertise em design, embalagem e criação de uniforme, mas sempre com foco na arte.

Antonio Peticov: vida e obras 

Sua produção é diversificada e segue várias tendências de movimentos internacionais de vanguarda das últimas décadas. 

São dezenas de trabalhos, entre elas instalações, documentários, gravura e escultura. 

Quando olhamos para se acervo de pinturas e gravuras, percebemos a forte utilização de cores intensas e efeitos de luz. Ao mesmo mesmo tempo que cria imagens delirantes, referência do imaginário da publicidade, as obras de Antonio Peticov são amplamente realistas, trazendo uma sensação de algo quase fotográfico. 

antonio peticov vida e obras

Fonte: Antonio Peticov – Maracanã (2014) | Imagem: Acervo da Laart

A obra de Antonio Peticov também atrai quem aprecia representações de arte que combinam aspectos científicos, entre eles matemáticos e físicos. Alguns de seus quadros combinam estética perfeita com assuntos científicos, paradoxos e um humor sutil, como é o caso do quadro Mitocôndria, de 1979

antonio peticov biografia

Fonte: Antonio Peticov – Mitocôndria (1979)

Em 1990, Antonio Peticov realiza uma grande obra, em meio a estação República do metrô de São Paulo. O Momento Antropofágico com Oswald de Andrade foi criado em homenagem ao centenário do escritor. 

A obra é um marco não apenas por sua localização privilegiada, mas pelas diversas sensações que podem ser esperadas de acordo com o ângulo do qual o espectador admira a obra. 

Ao ficar de frente para o mural, é possível ver representações ondulantes na parte central. Em um ângulo de 45 graus, percebe-se, nessas formas, um rosto. 

Fonte: Antonio Peticov – Momento Antropofágico com Oswald de Andrade (1990) | Imagem: Panoramas Artísticos

Esta obra é mais uma na qual o artista emprega conceitos matemáticos e físicos para surpreender o público. Positivo e negativo, e horizontalidade e verticalidade, estão relacionados ao espectro de cores e à luz, criando obras de cunho simbólico.

Em 2003, é lançado, juntamente com a exposição no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – Masp, o livro Trabalhos Escolhidos

Além de gravura e pintura, Antonio Peticov também executa vários outros trabalhos que são marcantes em sua biografia, entre eles: 

  • o documentário Homo Faber (1978);
  • instalação Balli Ballet (1982), em Cloudwalk Farm, Connecticut (Estados Unidos);
  • escultura The Golden Wall (1988), em forma de grande espiral, em homenagem à cidade de Aiuruoca (Minas Gerais). 

Fonte: Antonio Peticov – Instalação Balli Ballet (1982), em Cloudwalk Farm, Connecticut (Estados Unidos) | Imagem Peticov

Em 1989, apresenta o Projeto Natura – Rio Pinheiros na 20ª Bienal Internacional de São Paulo, onde previu a plantação de várias espécies de árvores ao longo do rio Pinheiros, em 1992, o Projeto Floresta Natura, no Rio de Janeiro. 

A vida e obra de Antonio Peticov também foi amplamente marcada por suas participações em diversas exposições, incluindo:

  • a Bienal Internacional de São Paulo, em 1967, 1969 e 1989; 
  • Visão Geral da Pintura Brasileira no MAM / SP, São Paulo, 1983; 
  • Destaques da Arte Contemporânea Brasileira no MAM / SP, 1985; 
  • Bienal Brasileira de Design, Curitiba, 1990; 
  • OFF Bienal do MuBE, São Paulo, 1996;
  •  Art Computer Support, na Casa das Rosas, São Paulo, 1997; 
  • Imagem do Som de Caetano Veloso.

Na lista de exposições individuais encontramos importantes galerias da Europa

  • 1967 – Galeria Art-Art, São Paulo;
  • 1975 – Galeria Arte Global, São Paulo;
  • 1977 – Galeria Du Vieux Caneau, Pully, Suíça;
  • 1978 – Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro;
  • 1980 – Galeria San Michelle, Brescia, Itália;
  • 1981 – Galleria del Naviglio, Milão, idem;
  • 1983 – Galerie 212, Paris;
  • 1984 – GB Galeria de Arte, Rio de Janeiro;
  • 1985 – Galeria de Arte Alberto Bonfiglioli, São Paulo;
  • 1987 – Galeria Suzana Sassoun, São Paulo; Galeria Montesanti, Rio de Janeiro
  • 1992 – Fundação Cultural, Curitiba;
  • 1993 – Villa Riso, Rio de Janeiro; Galeria Nara Roesler, São Paulo;
  • 1995 – A Hebraica, São Paulo;
  • 2005 – Espaço Cultural BM&F, São Paulo.

Atualmente, as obras de Antonio Peticov podem ser encontradas em importantes galerias, incluindo galerias virtuais como a Laart, que conta com um amplo acervo do artista brasileiro. Todas as obras possuem certificado de autenticidade e são entregues em segurança, dentro e fora do Brasil.

Share with

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart
Não há produtos no carrinho.